fbpx

Como escrever petições: Visual Law na prática penal

Você já ouviu falar em Visual Law? Como tornar o direito mais visual? Você sabe como aplicar o Visual Law na prática da Advocacia Criminal? Esse é um dos temas que tem sido muito comentado nos últimos tempos na Advocacia 4.0, o tipo da advocacia que vê na tecnologia e na inteligência artificial uma forte aliada, para superar as adversidades do mercado e os tempos de crise.

Eu sou a Cris Dupret, Advogada Criminalista, mentora de centenas de advogados iniciantes, especialista em Neurociências, com ênfase em neuroaprendizagem e neuromarketing. Além disso, tenho MBA em Marketing Digital e estudo diariamente este assunto que me encanta completamente.  No IDPB, ofereço o Curso de Marketing Digital Jurídico, onde ensino como usar profissionalmente as redes sociais para atrair clientes, construir um aplicativo jurídico do zero e muito mais.

Além disso, recentemente lançamos o Curso de Escrita para Advogados que está à venda no site do IDPB, onde você pode aprender a elaborar artigos jurídicos, científicos, projetos, escrever livros, dissertações e teses.

Hoje, quero trazer orientações sobre como utilizar o Visual Law na prática da Advocacia Criminal e tornar a sua petição mais atrativa e moderna!

No Curso de Escrita Acadêmica e Científica para Advogados você aprenderá a escrever artigos científicos, TCC’s, monografias, dissertações, teses de doutorado e livros; escrever de forma completa e precisa utilizando, tecnicamente, todas as normas da ABNT; fazer com que a sua forma de escrita seja considerável e que você ganhe notoriedade para conseguir aumentar os seus honorários advocatícios. CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS.

A tecnologia como aliada a Advocacia Criminal

Bom, também é um fato incontestável que, com a máquina judiciária assoberbada de processos, os magistrados, na grande maioria, não têm tempo de analisar todos os detalhes de uma petição que lhe é submetida, assim, a leitura acaba quase sempre superficial.

Nesse sentido, a tecnologia pode ser uma grande parceira de quem atua na advocacia criminal, assim como em outras áreas.

A maior parte das faculdades de Direito, ensinam que quanto maior o texto, com mais fundamentações, jurisprudências, teorias infinitas, melhor! Mas, na maior parte das vezes, você só precisa ser objetivo e claro na sua petição.

E para contribuir com essa objetividade e clareza, muitos advogados e escritórios já vêm apostando na inovação tecnológica em busca de melhores resultados possíveis para os seus clientes.

Se você ainda não despertou para essa nova realidade, está na hora de conhecer e aplicar essas ferramentas na prática da advocacia criminal. Por isso, o advogado criminalista precisa estar antenado nessas “novidades”, para cada vez mais, se atualizar e melhorar a sua atuação na prática penal.

Recentemente, postamos um conteúdo sobre o uso do QRCode nas petições como um desses recursos tecnológicos que vem ganhando espaço nos escritórios de advocacia. Clique aqui para ter acesso.

Pensando exatamente em ajudar você a escrever da forma mais adequada, lançamos o Curso de Escrita para Advogados que está à venda no site do IDPB. No curso, você aprenderá estratégias para a escrita de artigos jurídicos em blogs; como elaborar artigos científicos para revistas e demais periódicos; regras para a elaboração de trabalhos de conclusão de cursos (graduação, pós-graduação), projeto para ingresso em Mestrado ou Doutorado, Dissertações de Mestrado, Teses de Doutorado; dicas a serem utilizadas para um bom peticionamento jurídico, de forma que o julgador possa entender as principais teses trabalhadas ao longo da petição.

Mas quem não tiver intenção de seguir a área acadêmica também será beneficiado com o curso? Sim! Há inúmeros motivos para aprender a escrever de forma jurídica e profissional, mas principalmente para que a sua produção passe a ser um fator de auxílio para que você seja encontrado pelos possíveis clientes. Já pensou em escrever para blogs jurídicos e ser encontrado quando o cliente buscar por advogados nos sistemas de busca?

Agora, vamos ao tema de hoje!

O que é o Visual Law?

O Visual Law pode ser entendido como um ramo do Legal Design que emprega elementos visuais para tornar o Direito mais visual e, com isso, mais acessível, claro e compreensível.

Em suma, com a aplicação das técnicas de Visual Law, busca-se transformar a informação jurídica em algo que qualquer pessoa consiga entender. As técnicas são as mais variadas e envolvem a utilização de vídeos, infográficos, fluxogramas, entre outros recursos.

Entende-se por Legal Design, a aplicação de princípios e elementos de design e experiência do usuário na concepção e elaboração de documentos ou produtos jurídicos.

Como aplicar o Visual Law na prática penal?

Inicialmente, os advogados e advogadas podem aplicar o Visual Law em petições, por exemplo, fazendo combinações de elementos visuais (como ícones e ilustrações) e textuais para contar os fatos detalhados referentes ao caso do cliente, aumentando, inclusive, a chance de convencimento do julgador.

Neste caso, o emprego das técnicas de Visual Law permite que os dados da petição ou do recurso ganhem uma linguagem visual, facilmente compreensível, o que é de grande importância para a defesa do seu cliente.

Outra ideia bacana é utilizar as técnicas de Visual Law para transformar contratos de honorários em documentos claros, acessíveis e interativos, de forma que seu cliente terá prazer em ler o contrato, podendo ainda enxergar muito mais valor no seu serviço prestado.

Lembre-se que, a sua forma de se comunicar com seus clientes não pode ser um problema ou um obstáculo à sua contratação. Então, é importante trazer modernidade, tecnologia, inovação à sua prática, mas o mais importante é trazer acessibilidade do conteúdo.

Além disso, até mesmo o exemplo da utilização do QRCode nas petições, como citei acima, é uma grande tática para facilitar a compreensão, por exemplo, do magistrado.

De uma forma geral, essa ferramenta tecnológica, quando utilizada em peças processuais, além de facilitar a comunicação com o Judiciário, pode até mesmo aumentar as chances de resultados positivos para o seu cliente.

O QRCode é uma forma alternativa de despachar peças processuais importantes com juízes e ministros, evitando gastos com idas até os tribunais e facilitando a comunicação com os magistrados.

Enfim, a linguagem jurídica não é compreendida por todos e, muitas vezes, os próprios advogados insistem em dificultar essa comunicação. Mas, definitivamente, podemos transformar a informação jurídica em algo que qualquer pessoa seja capaz de entender, com a integração de vídeos e outros elementos visuais. Este é o objetivo do Visual Law.

A intenção não é eliminar as informações textuais, pois elas são muito importantes. Porém, o que se busca é tornar o Direito mais interativo e visual.

No nosso Curso de Prática na Advocacia Criminal, assim como no Curso de Marketing de Autoridade para Advogados, temos aulas especiais sobre a utilização de outras tecnologias, afinal o advogado de hoje precisa ser interdisciplinar e desenvolver autoridade digital.

Caso tenha gostado do artigo, comente abaixo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A partir de R$ 97

Aulas em Vídeo

Material de Apoio

Certificado

Dúvidas

CONHEÇA OS CURSOS

DA PROFESSORA CRIS DUPRET

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

&

Receba Atualização Diária