O que é preciso para ser advogado criminalista?

O que é preciso para ser advogado criminalista?

O que eu fiz para me tornar uma advogada criminalista? Já recebi essa pergunta algumas vezes e sempre respondi da mesma forma: muita preparação, abdicação, foco, muito amor pela profissão e outras ações importantes para conquistar uma carreira de sucesso na Advocacia Criminal!

Eu sou a Cris Dupret, advogada criminalista há mais de 15 anos e coordenadora do Curso de Prática na Advocacia Criminal, onde preparo centenas de advogados iniciantes para a prática penal. Hoje, gostaria de compartilhar com vocês algumas dicas do que é preciso para ser advogado criminalista. Vamos lá?

Se você tem interesse em se especializar em Advocacia Criminal, não deixe de conhecer a nossa Pós-graduação em Prática na Advocacia Criminal, com o estudo estratégico e prático para que você de fato ganhe experiência e segurança na prática da advocacia criminal. CLIQUE AQUI para conhecer!

Trilhe o seu próprio caminho para se tornar um advogado criminalista

Sempre gosto de frisar que, tudo o que eu trago aqui para vocês é com base na minha experiência profissional e nunca com a pretensão de esgotar o assunto. Então, claro que se você for perguntar a outro advogado criminalista o que ele fez para chegar aonde chegou, ele te contará a sua história pessoal, que pode ter outro caminho, diferente do meu e de tantos outros advogados criminalistas mais experientes.

Por isso, é importante você buscar trilhar o seu próprio caminho, escrever a sua própria história dentro da advocacia criminal, encontrar as ferramentas e as dicas que melhor se encaixam na sua meta e na sua rotina de vida, ok?

Você pode e deve seguir as dicas que eu te passo aqui, porque elas funcionaram para mim de verdade, e podem funcionar para você, mas, lembre-se que existem outras estratégias importantes e que você precisa estar alinhado com todas elas para conquistar uma carreira de sucesso!

Prepare-se para ser um advogado criminalista com especialistas

Na época em que eu comecei a advogar na área penal, não havia um curso de Advocacia Criminal focado na prática, que pudesse me dar uma boa base de como atuar nos casos concretos. E no início da carreira como advogado criminalista, a maioria dos profissionais se sentem inseguros e despreparados, porque, afinal de contas, nós não aprendemos a advogar na prática durante a faculdade.

Então, um curso de prática penal é essencial não somente para advogados(as) em início de carreira, mas também para aqueles que já estão na estrada a algum tempo e precisam estar sempre atualizados.

Um bom curso de prática pode te trazer noções fundamentais para sua atuação na Advocacia Criminal, noções essas que você não aprendeu na faculdade e não aprenderá somente nos livros. Assim, um bom curso te ajudará a se tornar um profissional muito mais qualificado para a sua atuação na Advocacia Criminal.

Quando desenvolvi o Curso de Prática na Advocacia Criminal aqui do IDPB, pensei exatamente em como poderia trazer segurança e conhecimento prático para aqueles advogados que gostariam de atuar na área, mas se sentiam perdidos em como iniciar.

Por isso, o curso de prática penal do IDPB ensina aspectos práticos importantes para o seu desenvolvimento profissional, te trazendo segurança em atuar na Advocacia Criminal e respondendo algumas dúvidas comuns: Como escolher um nicho de atuação? Como fazer contato com o cliente? Como se portar em uma audiência criminal? Como atuar em sede policial? Como identificar a peça mais apropriada na defesa do seu cliente? E muitas outras que surgem no início da sua atuação na prática criminal.

Pensei também nos demais aspectos que envolvem a prática: os modelos e roteiros de peças, o material de apoio, o networking através do grupo de whatsapp com advogados de todo o Brasil, o ambiente de dúvidas diretamente comigo e muito mais!

O curso ainda possui certificado emitido pelo Instituto de Direito Penal Brasileiro, conferindo grande valor pedagógico e profissional ao certificado, que ainda contém todo o conteúdo programático do curso em seu verso. Olha que bacana! Esse é um investimento na sua carreira que fará toda a diferença!

Tenha responsabilidades com o seu cliente

Inicialmente, importante destacar que uma das maiores responsabilidades que um advogado criminalista possui é com o seu cliente. E isso, na minha opinião, é um dos fatores que te torna um advogado criminalista de sucesso! Ser responsável com o atendimento ao seu cliente é fundamental!

Você já sabe qual é a função do advogado, inclusive a sua importância para a justiça, conforme dispõe a Constituição Federal em seu art. 133: “o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei”.

A mesma premissa aparece na Lei 8.906/94 (Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil), em seu art. 2º, onde expressa que “o advogado é indispensável à administração da justiça”, prestando serviço público e desenvolvendo função social. Esses pressupostos também são trazidos no Código de Ética e Disciplina da OAB.

Enfim, é certo que, sem a presença de um advogado ou advogada, não se pode fazer justiça!

E para fazer justiça, o advogado criminalista deve possuir uma sólida preparação teórica e prática, ou seja, deve possuir amplo conhecimento do direito material e processual, bem como das legislações pertinentes a matéria, entendimentos jurisprudenciais e doutrinários; boa oratória, enfim, deve estar devidamente preparado(a) para atuar na defesa do seu cliente.

Leia também: Primeiros passos na Advocacia Criminal: Como aplicar a teoria na prática penal

Entretanto, a responsabilidade do advogado criminalista com o seu cliente abrange não só a sua preparação para a atuação em defesa deste, em todas as esferas, mas também o dever de administrar as expectativas, cobranças, por parte do próprio acusado e dos seus familiares.

É muito importante que o advogado criminalista seja o mais transparente possível com o seu cliente e/ou familiares e nunca prometa resultados, não só porque contribui para a construção de uma boa imagem e reputação profissional, mas principalmente, por ser o certo e ético a ser feito.

Por isso, o advogado não deve cometer o erro de negligenciar seu relacionamento com o cliente. Deve ser paciente e atencioso no atendimento ao seu cliente, escutando o que ele tem a dizer. Durante o processo, deve procurar retornar as ligações e responder os e-mails e mensagens o mais breve possível e sempre de maneira completa e atenciosa.

O advogado criminalista deve ser sempre diligente para não permitir nenhuma arbitrariedade administrativa para com seu cliente, caso ele já esteja em uma unidade prisional.

Além disso, deve sempre manter seu cliente bem-informado sobre o andamento processual. Essa atitude passa uma imagem de zelo e preocupação com o caso e ajuda a evitar cobranças desnecessárias e repetidas.

Não se esqueça que a Advocacia Criminal envolve a análise aprofundada de tudo que aconteceu naquele caso concreto, seja o estudo do processo, caso ele já exista, ou da investigação que foi realizada, seja em sede policial ou se foi o caso de uma investigação defensiva. Não importa. O essencial é que o advogado criminalista estude o conteúdo referente ao caso, para que possa desenvolver, da melhor forma possível, todas as teses possíveis a favor do seu cliente.

Leia também: 3 dicas de como atender o cliente na Advocacia Criminal

Em resumo, o advogado criminalista só deve prometer ao seu cliente que fará o que for possível dentro da ética do seu trabalho e da legalidade, para representá-lo da melhor maneira.

Nunca pare de estudar

Durante e após a sua especialização, procure também participar de todos os eventos relacionados a área criminal, como palestras, congressos, seminários, cursos de atualização/extensão. Você ainda pode participar das comissões da OAB, instituições, associações e demais entidades relacionadas ao estudo da sua área de atuação, a Advocacia Criminal.

É muito importante estar envolvido(a) com pessoas que atuam na mesma área que você, até mesmo para troca de experiências, aprendizado e networking (rede de contatos). Se conectar com profissionais ou grupos que têm o mesmo interesse que você pode ser uma grande vantagem para o início da sua carreira na advocacia criminal.

Em suma, a advocacia criminal é uma área de atuação apaixonante e fantástica! Só depende de você fazer com que a sua carreira decole para o sucesso!

Se curtiu esse conteúdo, comente abaixo e dê sugestões de temas que gostariam de ver nos próximos.

 

LIVROS - CRISTIANE dUPRET

CLIQUE NA IMAGEM

Artigos Recentes

Pesquisar

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.