fbpx

Prática Penal: O advogado criminalista precisa fazer networking

Um dos maiores desafios dos advogados iniciantes na prática penal é conseguir estabelecer seu networking, principalmente dentro do seu nicho de atuação. O networking é uma das ferramentas mais importantes para o profissional que está iniciando agora no mercado de trabalho.

Escute atentamente o podcast abaixo e depois continue a leitura.

Curso de Prática na Advocacia Criminal (CLIQUE AQUI) – O melhor Networking com centenas de advogados de todo o Brasil atuantes na área criminal, por meio de um grupo exclusivo de alunos. Aulas práticas e teóricas te trazendo a experiência necessária para sua atuação na Advocacia Criminal.

A importância do networking

Eu me formei há vinte anos, mas lembro bem que uma das coisas que mais me ajudou na prática penal foi estar em constante contato com outros profissionais que também exerciam a advocacia criminal, inclusive aqueles mais experientes.

Atualmente presido o IDPB e sou mentora de milhares de advogados, mas continuo prezando pelo networking, inclusive entre os meus alunos. É incrível presenciar a troca de experiências, surgimento de parcerias e tantas outras coisas legais que acontecem dentro dos grupos exclusivos de alunos, onde há plena interação.

Afinal de contas, com uma boa rede de contatos, o advogado pode trocar ideias e dúvidas sobre processos, pode conseguir várias oportunidades de parcerias, expandindo até mesmo a sua área de atuação no seu Estado e, consequentemente, conquistando mais clientes indicados por seus colegas de profissão.

Nem sempre entrar em uma boa rede de contatos é tarefa fácil, o que pode dificultar o início da carreira do jovem advogado, trazendo até mesmo frustrações na profissão.

Pensando na importância do networking para os advogados, desenvolvi o Curso de Prática na Advocacia Criminal onde reuni em um só lugar, centenas de advogados criminalistas de vários Estados do país com um único intuito que é crescer na Advocacia Criminal. Para isso, temos o grupo de whatsapp exclusivo para os nossos alunos do curso de prática e lá a interação é voltada para a troca de experiências, o que é muito enriquecedor para a sua atuação na área penal.

Hoje, preparei algumas dicas que podem te auxiliar a iniciar seu próprio networking.

Convivência com advogados experientes na área criminal

Procure conviver com advogados e advogadas criminalistas com mais experiência que você.

Normalmente, os advogados iniciantes acabam convivendo com os colegas de experiência equivalente ou com aqueles que estão em um nível inferior na carreira, por estarem enfrentando os mesmos problemas que os seus.

Contudo, a convivência com os advogados mais experientes que você é uma ótima estratégia para seu início de carreira, pois eles podem se tornar excelentes mentores e apontar caminhos possíveis diante de suas dúvidas nos casos concretos, por já terem passado por várias situações ao longo da sua carreira.

No nosso grupo de alunos do Curso de Prática na Advocacia Criminal, reunimos advogados e advogadas com tempo de experiência variado, e todos costumam ser super solícitos das dúvidas dos colegas iniciantes na área. É incrível a troca que observamos naquele espaço!

Então, conecte-se com esses profissionais, seja em grupos de whatsapp, pessoalmente ou por meio das redes sociais.

Faça parcerias com colegas advogados criminalistas mais experientes

Além de se conectar com advogados mais experientes, não pare por aí: faça parcerias com eles.

No início, as parcerias podem ser bastante produtivas e vantajosas. Faça parcerias com advogados mais experientes que você. A troca de experiências nessa parceria vai enriquecer sua atuação de uma forma bastante positiva. Aliás, as parcerias são uma ótima forma de captar clientes!

Já tivemos a realização de várias parcerias produtivas entre os alunos do Curso de Prática na Advocacia Criminal, que se conheceram através do grupo de networking exclusivo para os alunos.

Participe de eventos e instituições voltadas para a área penal

Procure também participar de todos os eventos relacionados a área criminal, como palestras, congressos, seminários, cursos de atualização/extensão. Além disso, participe das comissões da OAB, instituições, associações e demais entidades relacionadas ao estudo do Direito Penal e do Processo Penal.

É muito importante estar envolvida (o) com pessoas que atuam na mesma área que você, principalmente para fortalecer seu networking.

Conectar-se com profissionais ou grupos que têm o mesmo interesse que você pode ser uma grande vantagem para o início da sua carreira nesta área. Por isso a ideia do nosso grupo de networking dos alunos do Curso de Prática na Advocacia Criminal.

Ofereça trabalho de correspondente

Uma ótima opção para fazer networking, também é atuar como advogado correspondente. Esse é um trabalho onde o advogado não atua por si próprio, mas a favor de outro profissional ou escritório.

Muitos advogados e escritórios de outras localidades precisam contratar outros profissionais para realizar diligências, audiências, despachos fora da cidade onde atuam. Para os advogados correspondentes, esse tipo de trabalho pode significar oportunidade de ganho financeiro e, claro, networking com outros profissionais de diversas regiões do país.

Bom, espero ter contribuído com você que deseja alavancar sua carreira fazendo networking dentro da área criminal.

Se curtiu esse conteúdo, comente abaixo e dê sugestões de temas que gostariam de ver nos próximos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AULAS E MODELOS

Da contratação e captação de clientes

à sustentação oral

CONHEÇA O CURSO

PRÁTICA NA ADVOCACIA CRIMINAL

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!

&

Receba Atualização Diária