Quanto ganha um advogado criminalista autônomo?

Quanto ganha um advogado criminalista autônomo?

Quanto ganha um Advogado Criminalista autônomo? Pergunta clássica que sempre recebi, desde o início da minha carreira como Advogada Criminalista autônoma. Me atrevo a dizer que todos os advogados iniciantes querem saber se a Advocacia Criminal é rentável, se vale a pena advogar na área criminal. Acho essa curiosidade muito natural e necessária, afinal, é preciso saber se essa área tem retorno financeiro, não é verdade?

Eu sou a Cris Dupret, presido o IDPB, sou pós-graduada em Direito Penal Econômico e Mestre em Direito, autora de diversas obras jurídicas, advogada consultora e mentora de advogados que pretendem atuar na área criminal. Eu sei que vale a pena viver da Advocacia Criminal, mas não é um caminho fácil. É preciso muita dedicação e estratégia!

No artigo de hoje, quero falar um pouco sobre isso e como você pode potencializar seu sucesso financeiro na Advocacia Criminal. Vamos lá?

Quer se especializar em Execução Penal?  CLIQUE AQUI – Curso Completo de Advocacia Especializada em Execução Penal – curso teórico e prático, 100% on-line, com visualizações ilimitadas das aulas, certificado de conclusão e material de apoio, Banco de peças, modelos e jurisprudências, ambiente de dúvidas diretamente com a Professora Cris Dupret, acesso ao incrível ESCRITÓRIO VIRTUAL composto pela CALCULADORA ON-LINE E FICHA DE ATENDIMENTO DIGITAL PERSONALIZÁVEIS, ferramentas que facilitam demais a vida do advogado que deseja se especializar nessa área e muito mais!

Quanto ganha um advogado criminal? Dinheiro é tudo?

Essa é uma curiosidade bastante comum entre os advogados iniciantes na área criminal, ou até mesmo de advogados de outras áreas que gostariam de saber se vale a pena migrar para a Advocacia Criminal. Mas, aí eu te pergunto: dinheiro é o principal motivo para se escolher uma profissão?

Antes de mais nada, sempre ressalto o quanto é importante você trabalhar com a área que te faz feliz e que você tenha prazer em trabalhar. Claro que a parte financeira é muito importante, mas do que adiantará você se especializar em uma área que não tem afinidade nenhuma? Trabalhar com algo que não goste é terrível e o trabalho acaba se transformando em um cárcere, onde você está fadado a fazer algo apenas pelo retorno financeiro, mas sem prazer algum.

Você pode até pensar que o sucesso financeiro vai compensar a sua tristeza em trabalhar com algo que não goste. Mas, acredite em mim, depois de um tempo, isso não vai fazer diferença. Fora que você será um profissional frustrado e não renderá o suficiente para realizar um trabalho de excelência, que é o que te trará sucesso.

Advocacia Criminal é rentável?

Agora, falando sobre rentabilidade, é importante ter em mente que este salário inicial pode variar muito, porque depende de muitos fatores como, a região em que atua, a especialização, quem é o contratante, se você será autônomo ou trabalhará para um escritório, enfim, não se trata de uma conta exata.

Normalmente, nos escritórios das grandes cidades, no cargo de Advogado Criminalista se inicia ganhando R$ 2.500,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 5.500,00. A média salarial para Advogado Criminalista no Brasil é de R$ 3.500,00.

Mas, a pergunta é: quanto ganha um advogado criminalista autônomo?

Costumo dizer que, se você deseja abrir seu próprio escritório, seus ganhos na advocacia criminal podem ultrapassar e muito o que um juiz ou promotor recebem.

Obviamente, isso não acontece da noite para o dia. Existe todo um caminho estratégico para alcançar esse sucesso na advocacia criminal como autônomo. Falo por experiência própria.

Nesse sentido, pelo que observo no mercado jurídico hoje e dentro do meu networking, os advogados bem-sucedidos são aqueles que têm seu próprio escritório, já que assim, eles não ficam limitados a um teto salarial definido, como exemplifiquei acima.

No entanto, isso não impede que você comece atuando junto a uma banca já conhecida, em um grande escritório, principalmente para ganhar experiência, ok? Você precisa começar de alguma forma.

Como equilibrar as despesas do seu escritório?

Quando falo em advogar no próprio escritório, não falo de uma estrutura super planejada, em uma sala comercial, com equipamentos de última geração, funcionários etc. Não! No começo de carreira, nem é recomendado que você assuma despesas fixas altas para manter um escritório físico.

Mas, você pode muito bem ser autônomo e, nesse início, atender nas salas compartilhadas da OAB, por exemplo, evitando gastos desnecessários nesse momento e investindo na sua especialização, que é fundamental para sua precificação. Há ainda a possibilidade de atendimento virtual ou ainda em salas alugadas por hora e ambientes de coworking.

Essas são algumas orientações importantes para você que quer advogar na área criminal de forma autônoma e galgar uma carreira de sucesso. Mas, você precisa adotar outras estratégias essenciais que poderão potencializar a sua Advocacia Criminal e a sua precificação. É sobre isso que quero pontuar agora.

Especialize-se para aumentar a sua precificação

No começo da prática penal, conquistar os primeiros clientes pode ser mais desafiador, porém super possível, seguindo algumas estratégias essenciais.

Então, se você traçar as metas, investindo na sua qualificação, fazendo marketing de conteúdo, enfim, desenvolvendo sua autoridade como advogado criminalista em um determinado nicho de atuação, o natural é que você consiga mais clientes e não permaneça ganhando os mesmos honorários de quando você iniciou a sua carreira.

Tenha em mente que, quanto mais você se posiciona como autoridade naquela determinada área, mais você é procurado por clientes, consequentemente, mais clientes você atenderá por indicações e, logicamente, isso irá refletir diretamente na sua cobrança de honorários.

Portanto, se quer um conselho de amiga: busque uma especialização prática na Advocacia Criminal, principalmente, pelo conhecimento prática que te tornará qualificado na área e, realizando um trabalho especializado, consequentemente, será mais procurado pelos clientes!

Por que fazer um Curso de Prática na Advocacia Criminal?

É notório que as faculdades de Direito não ensinam como advogar na prática. Mesmo se você realizou o estágio obrigatório e participou do Núcleo de Prática Jurídica da faculdade, o que tenho observado é que os advogados iniciantes concluem o curso e ainda consideram que não estão preparados para a prática da advocacia criminal.

Nesse sentido, um curso de prática é fundamental para desenvolver o conhecimento teórico e prático necessários para a atuação na Advocacia Criminal, tanto para advogados(as) em início de carreira, quanto para aqueles que já atuam, porém precisam estar sempre atualizados.

Sabemos que para ter sucesso em qualquer carreira profissional, é preciso estudar muito, se qualificar e se especializar, cada vez mais. Ainda mais em profissões que lidam com a vida das pessoas, como na Advocacia Criminal.

Ademais, um bom curso de prática pode te proporcionar noções fundamentais para sua atuação na advocacia criminal, ensinamentos que você não aprendeu na faculdade e não aprenderá somente nos livros. Além de potencializar sua precificação!

Clique aqui para conhecer o Curso de Prática na Advocacia Criminal, que é 100% online, disponibiliza um banco de modelos e roteiros de peças processuais criminais, o material de apoio, o networking através do grupo de whatsapp com advogados de todo o Brasil, o ambiente de dúvidas diretamente comigo, o certificado emitido pelo Instituto de Direito Penal Brasileiro e muito mais!

 

LIVROS - CRISTIANE dUPRET

CLIQUE NA IMAGEM

Artigos Recentes

Pesquisar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.